ASTROLOGIA
Espaço dedicado a reflexão do tema.

Páginas

sábado, 3 de abril de 2010

A Revolução Solar



A Revolução Solar é o trânsito para o momento em que o Sol retorna ao ponto em que estava no momento do nascimento, todos os anos isso ocorre em virtude do ciclo Solar e as configurações que se formam neste instante, poderão ser analisadas em si mesmas ou em relação a carta natal. A Revolução Solar portanto é o trânsito dos planetas para esse momento em que o Sol volta ao ponto em que estava no nascimento, é o novo ciclo que se inicia. Importantes informações podem ser analisadas neste novo mapa que aponta não só as oportunidades e dificuldades que podem surgir ao longo do ano, assim como as áreas que estarão mais ativas, ou seja, onde a atenção do nativo estará focada. A técnica permite inclusive definir o período que eventos poderão acontecer, lembrando que nenhuma promessa se realiza que não esteja previamente definida na própria carta natal. Ao levantar uma Revolução Solar, é muito importante analisá-la por si mesma, sem relacioná-la inicialmente com a carta natal, isso permite ter uma visão geral do ano em questão, anos importantes são normalmente marcados por planetas nos ângulos da Revolução sendo indicadores de eventos para aquele ano de acordo com sua natureza intrínceca, aspectos com outros planetas e signos ocupados. Normalmente, benéficos nos ângulos indicam eventos agradáveis e maléficos experiências difíceis, claro que depende do estado geral dos planetas envolvidos. Esses planetas nos ângulos têm uma influencia dominante ao longo do ano, quanto mais próximos de uma conjunção exata, não importando se estão em casas cadentes, mais fortes eles estarão. Isso também vale para os nódulos lunares que ao estarem angulares marcam importantes acontecimentos. Como o Sol é o fator mais importante da revolução, já que é ele quem determina a posição dos outros planetas, todos os aspectos ao Sol são sem dúvida importantes também, um Sol bem aspectado sinaliza que as dificuldades que estejam apontadas poderão ser superadas. Por outro lado, um Sol muito aflito mesmo com benéficos angulares, ainda assim sugere um ano muito estressante e difícil. Devemos observar as grandes configurações formadas, assim como grupos de planetas concentrados em uma casa ou signo especialmente se um destes planetas é o Sol, assim como os aspectos formados. Tudo isso junto, permite que se tenha uma visão geral de como será o ano do nativo e a tendência dos eventos que estão ali sinalizados.
Depois de analisada a Revolução, partimos para a análise conjunta das duas cartas, verificando onde os planetas da Revolução caem em relação a carta natal, se algum planeta da Revolução cair próximo aos ângulos da carta natal em uma orbe de 2 a 3 graus, ele estará muito poderoso naquele ano, da mesma forma que os planetas angulares da própria Revolução. Se um planeta da revolução cai no lugar de algum outro planeta natal ele sinaliza que os assuntos tratados pelo planeta natal estarão em destaque naquele ano, tanto para bem como para o mal, dependendo da natureza do planeta e aspectos. Todos os contatos que se repetem na Revolução Solar devem ser interpretados como ênfases às promessas da carta natal. Os aspectos não precisam ser exatamente iguais basta que os mesmos planetas estejam envolvidos. Devemos observar também a casa e o signo onde o Ascendente da Revolução cai, assim como a casa onde o Ascendente natal cai na Revolução como indicadores de eventos relacionados aos signos e casas em questão. Conforme foi exposto acima, a Revolução Solar é sem dúvida,um indicador preciso de eventos que poderão surgir ao longo do ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe: